Cirurgia plástica

Sete cuidados na escolha de um cirurgião plástico

 Escolha Cirurgião Plástico.jpg 
Uma das garantias para que uma cirurgia plástica seja bem sucedida, e dê os resultados que você deseja, é realizá-la com um bom cirurgião plástico.Assim, antes de se submeter a qualquer procedimento, é importante se informar sobre o histórico profissional do médico escolhido, assim como sobre a clínica em que ele atua.
Saiba alguns cuidados importantes antes escolher o cirurgião plástico:

1. Boas referências

Peça indicação a amigos e parentes. Fale abertamente com pessoas que já fizeram uma cirurgia plástica e conheça suas impressões sobre o cirurgião. É fundamental ter a certeza de que o médico escolhido, além da competência profissional, seja atencioso, pois a relação de confiança entre médico-paciente também é muito importante para que o resultado almejado seja alcançado.

2. Registro profissional

Confira no site da SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica se o médico tem especialização em cirurgia plástica, e se é “Membro Titular” . Verifique, também, se o cirurgião plástico tem site, para obter mais informações e uma primeira impressão. Além disso, você pode pesquisar em fóruns online para saber a opinião de outras pessoas sobre o médico e verificar se ele participa de congressos, tem publicações científicas, além dos anos de experiência e o número de cirurgias realizadas.

3. Consulta prévia

É recomendado agendar consultas prévias com os médico selecionado. Esta primeira consulta permite que sejam esclarecidas suas dúvidas, que o melhor procedimento para o seu caso seja explicado e, a cirurgia, detalhada: tipo de anestesia, a internação, os cuidados e as restrições na vida cotidiana no pós-operatório. 
Não tenha vergonha de perguntar: este primeiro encontro é importante para fazer a comparação e tomar sua decisão final.

4. Expectativa e riscos

Desconfie de profissionais que prometem resultados irreais. Um bom profissional vai deixar claros os riscos envolvidos e agir de forma natural quando você questionar sobre suas experiências, formação, preço e formas de pagamento.
Ele também deve escutar com atenção suas queixas e suas expectativas em relação ao resultado, assim como indagar sobre seu histórico médico. Com essas informações e depois de um exame físico, ele deverá saber indicar ou não a cirurgia.
Caso a cirurgia seja mesmo indicada, ele deve esclarecer como se dará o procedimento e o resultado possível de ser alcançado. O cirurgião plástico deve ser objetivo ao expor os riscos e complicações que podem estar envolvidos no procedimento.
Desconsidere médicos que ignoram ou minimizam, por demais, os riscos inerentes a qualquer cirurgia. Os melhores cirurgiões plásticos têm como ética profissional dizer a verdade e não prometer o irreal.

5. Local da cirurgia

O consultório e a clínica onde o médico trabalha são tão importantes quanto ele próprio. Isso porque um procedimento cirúrgico requer que a clínica ou hospital cumpra todos os requisitos de higiene e segurança.
Evite aqueles cirurgiões plásticos que, em nome da economia, fazem os procedimentos em locais sem a infraestrutura necessária. A clínica ou hospital precisa atender a todas as normas estabelecidas pela Agência Nacional de Segurança Sanitária (Anvisa), o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Organização Mundial de Saúde (OMS).

6. Preço

Não seja desconfiado ao ponto de optar pelo valor mais alto, pela suposição de que seja o melhor. Mas desconfie de preços muito baixos. A cirurgia plástica realizada com segurança e qualidade não tem como ser barata, pois envolve o custo do cirurgião, da equipe médica e internação em clínica ou hospitalar.
Também não se sinta pressionado com propostas de realizar vários procedimentos pelo preço de um; faça apenas o que julgar necessário e importante para você. 

7. Senso crítico e empatia

Tenha sempre em mente que não existem resultados milagrosos. Use do seu senso crítico e, na hora de definir qual cirurgião escolher, analise objetivamente o histórico profissional e a atenção prestada pelo cirurgião.
Dê um pouco de ouvidos ao seu ‘sexto sentido’, com relação à empatia pelo cirurgião e a segurança que ele possa ter lhe transmitido. 
A escolha de um cirurgião plástico precisa ser feita de forma ponderada e sem pressa; afinal, a cirurgia plástica é uma cirurgia estética e o resultado final é importantíssimo.

Deixe uma resposta