cirurgia nos seios

Mamoplastia: anestesia geral ou local – qual é melhor?

Mamoplastia-anestesia-geral-ou-local-qual-e-melhor-1.jpg

Quando as mulheres estão descontentes com o tamanho de seus seios e isso se torna um problema em suas vidas, afetando sua autoestima e seu estado psíquico-emocional, a mamoplastia é uma boa alternativa para resolver tais questões.

A cirurgia plástica de mamoplastia pode ser redutora ou de aumento das mamas. Muitas vezes, no caso de mamas muito grandes, a mamoplastia é mais do que uma cirurgia estética, uma vez que o peso das mamas pode afetar a coluna, causando dores nas costas e no pescoço.

A mamoplastia redutora consiste na diminuição das mamas quando elas possuem peso e tamanho acima das características anatômicas do tórax, melhorando o aspecto estético das mesmas. No procedimento, é retirado tecido mamário, gorduroso e pele e, em seguida, remodelado o formato de cone e reposicionada a auréola.

Essa cirurgia também é indicada para mulheres que, além das mamas grandes, apresentam algum grau de ptose – mamas caídas.

Para as mulheres que têm seios muito pequenos, a mamoplastia de aumento com implante de prótese de silicone é a solução, pois a prótese de mama garante formato, firmeza e aparência natural. A cirurgia também é alternativa para aquelas mulheres que buscam o aumento dos seios para enrijecê-los e torná-los mais sensuais.

Sedação e anestesia geral

Durante o processo de amadurecimento da ideia de realizar uma cirurgia plástica, as mulheres se deparam com muitas dúvidas – entre elas, a anestesia.

No caso da mamoplastia, tanto aumento como na redução dos seios, a anestesia local com sedação pode ser uma boa opção. Essa associação é bastante comum, permite que a paciente durma profundamente e não sinta a aplicação da anestesia local, o que torna o procedimento cirúrgico muito confortável.

A anestesia local como o nome diz é aplicada na região do corpo a ser operada, limitando-se a agir especificamente na região que será operada.

Em pacientes com mamas maiores o médico geralmente opta pela anestesia peridural associada também à sedação e há ainda aqueles que preferem a anestesia geral, que leva o paciente ao estado de inconsciência, com total perda da sensibilidade à dor e grande relaxamento.

Independente do tipo de anestesia escolhido, a sensação para o paciente é  parecida. Ele dorme e quando acorda a cirurgia já acabou. Todas as anestesias tem um alto nível de segurança hoje em dia, principalmente quando administradas por profissionais de grande competência e experiência.

O tipo de anestesia, também, determina o período mínimo de internação do paciente, sendo 12 horas para geral e mais reduzido para anestesia local ou peridural com sedação.

O tempo de duração das cirurgias de mamoplastias varia de acordo com a técnica utilizada e de cirurgião para cirurgião. Geralmente, o procedimento de aumento das mamas demora entre 45 minutos e uma hora. Já a mamoplastia redutora dura, em média, entre duas e três horas.

Estude com seu médico cirurgião as melhores opções para o seu caso – é preciso haver planejamento responsável em qualquer tipo de cirurgia, e a anestesia deve, sim, ser previamente discutida.

 

Deixe uma resposta