Cirurgia plástica

Ginecomastia

De outubro 18, 2018junho 22nd, 2020Sem Comentários

A Cirurgia Plástica da região peitoral masculina

Ginecomastia é o termo utilizado para designar o aumento benigno da glândula mamária masculina, sim, todos os homens têm glândula mamária!

Por ocasião da puberdade e toda a revolução hormonal que a acompanha, é comum o aumento da região mamária, que tende a regredir espontaneamente em 80% dos adolescentes com a proximidade da fase adulta.

Segundo o Dr. Saraiva, Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o aumento do volume mamário decorrente apenas do excesso de gordura (e não da glândula) é denominado “pseudo ginecomastia” ou “falsa ginecomastia”. Frequentemente encontramos uma associação de excesso de glândula e de gordura no aumento de mama masculino.

  • Incidência

Não é uma ocorrência incomum, podendo atingir até 40% dos homens. Pode afetar uma mama (unilateral), ou ambas (bilateral). Geralmente é uma condição que pode trazer muito transtorno para a pessoa afetada de ordem psicológica e social.

  • Causas

Na idade adulta, a ginecomastia é normalmente associada a tendências genéticas, uso de drogas, anabolizantes, alterações hepáticas e testiculares.

  • Classificação

Classificamos a ginecomastia em graus 1 a 4, de acordo com a intensidade do aumento de glândula e gordura e também pela presença ou não de flacidez de pele associada.

  • Tratamento

A menos que haja uma causa hormonal ativa, o tratamento é cirúrgico e o seu nome é “mamoplastia masculina”. Normalmente o procedimento dura de uma a duas horas e é realizado sob anestesia local e sedação, a anestesia geral também é uma opção. Os pacientes costumam ter alta no mesmo dia. O retorno às atividades do cotidiano que não envolvam esforço físico são permitidas após poucos dias e práticas desportivas em três a quatro semanas.

Ginecomastia

A mamoplastia masculina é uma cirurgia plástica relativamente simples, caracterizada por um tempo de recuperação curto, e que, definitivamente tem a poder de mudar positivamente a vida de quem sofre com este problema tanto na esfera pessoal quanto social e afetiva.