Odontologia - procedimentos avançados

Enxerto ósseo: como é realizado o procedimento

enxerto-osseo-como-e-realizado-o-procedimento-1.jpg

O enxerto é a solução avançada da odontologia para trazer de volta a autoestima e o sorriso perfeito. Ele é indicado para pessoas que pretendem realizar um implante dentário, mas que apresentam perda óssea.

Com o enxerto ósseo, é reconstruída a área em que os ossos alveolares perderam altura e espessura. Essa perda – atrofia ou reabsorção óssea – é bastante comum quando as pessoas perdem os dentes naturais.

Feito o enxerto, é possível fazer o implante dental e a colocação da prótese que irá substituir o dente natural, devolvendo ao paciente as funções essenciais de mastigação, fala correta, expressões faciais e, claro, o sorriso bonito.

A técnica de enxerto ósseo é bastante segura e simples. No procedimento, o cirurgião dentista utiliza material ósseo do próprio paciente, o osso autógeno extraído da boca, para reconstruções pequenas. 

Há, ainda, as alternativas de:

  • Enxerto ósseo enógeno, ou retirado de animais (bovino);
  • Hidroxiapatita sintética, que é a utilização de materiais vítreos sintéticos;
  • Recorrer ao banco de ossos humanos para um transplante ósseo.

Não há porquê se assustar. Todo o procedimento é feito sem dor.

Antes de realizar o enxerto ósseo, o cirurgião dentista faz um planejamento detalhado do tamanho do espaço a ser preenchido com o tecido ósseo. No caso dos enxertos menores, os mais comuns, tudo é realizado no próprio consultório com o uso de anestesia local.

Com o enxerto ósseo realizado, há o estímulo para nova formação do osso e aumento do volume ósseo, assim ele volta a ser forte o suficiente para suportar o implante dentário.

Evitar a pressão sobre a área tratada e evitar o consumo de certos alimentos são alguns dos cuidados que devem ser tomados após o procedimento do enxerto ósseo dentário, além de  antibióticos e analgésicos que deverão ser prescritos.

O tempo de formação óssea é aproximadamente 6 meses, para então realizarmos a colocação dos implantes. Porém, uma prótese pode ser colocada temporariamente, como forma de proteger a área e não deixar o paciente com a estética prejudicada. O implante será o suporte para a coroa dentária, que é a prótese definitiva.

Para a cirurgia de enxerto ósseo é necessário que o paciente esteja em dia com a sua saúde geral ou mesmo bucal. Doenças periodontais e cáries devem ser tratadas antes do paciente ser submetido ao procedimento.

Outra recomendação é que o enxerto seja realizado somente em pacientes com mais de 18 anos, idade em que a estrutura óssea já está com seu crescimento finalizado. Antes dessa idade, o enxerto não é indicado porque pode alterar o padrão de desenvolvimento ósseo da criança ou adolescente.

Por fim, é importante ressaltar que o procedimento não apresenta problemas de rejeição, como pode acontecer com transplantes de órgãos e é um procedimento já realizado por um grande número de pacientes com muito sucesso.

{{cta(‘8f82ecbb-c7ce-4586-8aea-29e19d2a11a6′,’justifycenter’)}}

Um Comentário

Deixe uma resposta para Hermes Dagoberto Cancelar resposta