cirurgia nos seios

Dê harmonia ao seu corpo com implante de silicone nas mamas.

Clínica Saraiva - Harmonia do corpo - Silicone nos seios 
Um corpo bonito não significa somente estar com o peso adequado; o equilíbrio entre os vários elementos que compõem a silhueta é muito importante.
Por isso, muitas mulheres procuram um profissional a fim de melhorar sua harmonia corporal e – muitas vezes – optam por aumentar os seios através do implante de silicone nas mamas.

O que é a cirurgia de implante de silicone nas mamas

Também conhecida por mamoplastia de aumento, é o procedimento indicado para as mulheres que desejam aumentar ou restaurar o volume das mamas. A cirurgia permite ainda corrigir a flacidez e dar mais firmeza à região.

Como é feita a cirurgia?

A incisão pode ser feita abaixo das mamas, através da axila ou na junção entre a pele da mama e a aréola.
O plano a ser escolhido para alojar as próteses, se abaixo da glândula ou abaixo do músculo peitoral,  depende da avaliação médica.

Qual o volume recomendado?

A decisão sobre o volume a ser implantado é sempre da paciente. O cirurgião plástico poderá auxiliá-la a tomar esta decisão através de moldes que simulam diferentes volumes de implantes e podem ser experimentados em consultório.
Na escolha, alguns aspectos devem ser considerados, como altura, largura dos quadris e do tórax, afinal, o objetivo é sentir mais bonita e confiante e não comprometer as proporções do seu corpo.

Evolução das próteses

Nos seus quase sessenta anos de história, o implante mamário de silicone sofreu vários aperfeiçoamentos em busca de um melhor desempenho, ou seja, menos intercorrências, aspecto mais natural e maior durabilidade.
Os melhores implantes  de mama dispõem de um envelope protetor de várias camadas de elastômero de silicone macio e resistente. A camada mais externa deste envelope, aquela que vai ficar em contato com os tecidos da paciente, é microtexturizada.
O gel que preenche o implante, antes mais fluido, hoje é coesivo.
Este fato, aliado à textura da camada mais externa, ajudou a reduzir sensivelmente a incidência de um dos maiores inconvenientes que poderiam acontecer no pós-operatório, a contratura capsular. Este fato levou a uma diminuição drástica da necessidade de trocas periódicas das próteses e uma maior previsibilidade de manutenção do resultado a médio e longo prazo.
O número de cirurgias para colocar silicone nos seios sobe a cada ano no mundo inteiro, mostrando que as mulheres se sentem mais seguras em optar pelo procedimento em busca de um corpo mais harmonioso e uma vida mais plena e feliz.

Deixe uma resposta