Cirurgia plástica

Cirurgias plásticas: o que realmente esperar do pós-operatório

Cirurgias-plásticas-o-que-realmente-esperar-do-pós-operatório..jpg 
O ditado “a pressa é inimiga da perfeição” é a melhor explicação quando nos referimos ao pós-operatório da cirurgia plástica.
Isso porque, após qualquer cirurgia estética, é necessário ter alguns cuidados que se estendem por algum tempo.
São as recomendações do pós-operatório que devem ser seguidas à risca para garantir a boa cicatrização da pele, abreviar inchaços e inflamações e, assim, garantir o efeito tão desejado.
É importante também saber que, em muitos tipos de cirurgia, os resultados definitivos do procedimento podem demorar de seis meses a um ano.

Confira algumas recomendações para ter um pós-operatório tranquilo e confiante de bons resultados.

  1. Siga corretamente as recomendações do seu médico, com relação ao repouso, às restrições e limitações. Repouse na posição confortável e adequada de acordo com o indicado para a sua cirurgia.
  2. Respeite a dosagem e os horários dos medicamentos prescritos e consulte seu médico antes de tomar outro remédio que não o recomendado.
  3. Troque o curativo no consultório médico na data agendada. Também siga os procedimentos indicados com relação ao banho e sobre a assepsia dos cortes.
  4. Alimente-se de acordo com a prescrição médica.
  5. Não retire os equipamentos de proteção como cinta, sutiã ou dreno, por exemplo, até autorização do médico.
  6. Veja se você pode fazer tratamento de drenagem linfática na área, para evitar hematomas e eliminar impurezas.
  7. Cuidados com o sol. Evite a exposição solar até ser liberado pelo cirurgião plástico.
  8. Não esconda nada do profissional. Omitir informações pode trazer complicações graves. Se você tiver ingerido álcool, medicamentos alternativos e outras substâncias, avise o médico. O mesmo vale em relação a qualquer sintoma estranho que você sinta ou que não tenha sido descrito por seu cirurgião.

Recomendações específicas:

Cada tipo de cirurgia tem suas próprias recomendações em relação ao pós-operatório. Veja alguns exemplos.
  • Abdominoplastia – faça repouso durante os primeiros dez dias; durma de barriga para cima; ande com o tronco curvado e não tire a cinta até indicação médica; use meias de compressão para evitar trombos; obedeça aos cuidados especiais com a postura, alimentação, curativo e atividade física.
  • Lipoaspiração – não fume, pois o cigarro atrapalha a oxigenação dos tecidos, reduz a circulação e aumenta o risco de trombose; respeite o tempo de repouso; faça sessões de drenagem linfática para eliminar líquidos e toxinas; use cinta modeladora ou sutiã cirúrgico para auxiliar a reduzir o movimento da pele e tecidos na área operada e dar suporte até que a cicatrização ganhe força.
  • Lifiting facial – faça repouso de atividades físicas e limite os movimentos bruscos e amplos; não troque ou manipule os curativos; não dirija por um período mínimo de duas semanas; não se exponha ao sol com o intuito de bronzear por 90 dias; siga as recomendações da posição para dormir corretamente.
  • Cirurgia das pálpebras (blefaroplastia) – evite esforços físicos como pegar peso e evite abaixar a cabeça nos primeiros três dias; evite exposição prolongada ao sol no primeiro mês; banho de piscina ou de praia somente são liberados após 90 dias; evite atividades esportivas ou brincadeiras que ofereçam risco de batidas ou pancadas no rosto nos primeiros 30 dias.
  • Implante de silicone – obedeça a determinação médica sobre o repouso; tome cuidado com o movimento dos braços, que podem ser levantados, no máximo, até que as mãos encostem-se ao topo da cabeça; não faça movimentos repetitivos; durma de barriga para cima na primeira semana; use sutiã pós-cirúrgico.
  • Rinoplastia – evite o sol e qualquer atividade física por cerca de três a quatro semanas.
O importante é o paciente ter clareza que tomar as precauções corretas minimiza consideravelmente o risco de complicações; é a transição segura para a satisfação dos resultados tão almejados.

Deixe uma resposta