Cirurgia plástica

Anestesia local, regional ou geral na lipoaspiração: qual utilizar?

Anestesia-local-regional-ou-geral-na-lipoaspiracao-qual-e-mais-segura-1.png

Você olha no espelho e vê gordurinhas a mais no seu corpo. São aqueles famosos pneuzinhos que deformam a silhueta. Então, pensa que é hora de fazer uma lipoaspiração. Mas se pergunta: será mesmo a lipoaspiração a melhor opção? É um procedimento de risco? Qual anestesia é apropriada?

A lipoaspiração é um procedimento cirúrgico que remove, de modo rápido e definitivo, o excesso de gordura de algumas partes do corpo. Abdômen, quadris e cintura  são as partes mais comuns lipoaspiradas. Mas ela também pode ser realizada no interior das coxas e dos joelhos, nos culotes, braços, queixo duplo, nas costas e no peito, entre outras regiões.

O procedimento é indicado tanto para mulheres como homens que estão dentro do peso, mas não conseguem se livrar das gordurinhas localizadas. Geralmente, está nessa situação quem já passou pelo chamado ‘efeito sanfona’, gravidez ou aqueles que possuem predisposição genética ao acúmulo de gordura localizada.

A correção definitiva desse incômodo é feita com o auxílio de cânulas por onde se promove a sucção da gordura em excesso até, no máximo, 7% do volume total de gordura corpórea, para não colocar em risco a saúde do paciente.

Apesar do procedimento reduzir, de alguma forma, o peso – que irá variar conforme o volume corporal retirado de cada pessoa –, não são esses quilos a menos os responsáveis pelo resultado estético. São as proporções de cada região em relação ao restante do corpo que definem um melhor contorno corporal.

Por isso, é muito importante que o paciente acima do peso normal faça uma dieta antes da lipoaspiração.

Tipos de anestesias

Como toda cirurgia, sempre há riscos, mas a lipoaspiração, hoje, é a cirurgia plástica mais realizada e com baixíssimos índices de complicações.

Quanto maior for a área a ser lipoaspirada e mais gordura for retirada, maior será o risco. No entanto, mesmo as maiores lipoaspirações são muito seguras, desde que realizadas por especialista com experiência e em ambiente adequado.

A escolha da melhor anestesia para o procedimento envolve a análise de muitos fatores, como a extensão das áreas a serem aspiradas, perfil do paciente e associação ou não com outros procedimentos.

Anestesia local

Nos procedimentos em áreas mais restritas, quando se retira menos de um litro de gordura, e em áreas abaixo da cintura, há a opção pela anestesia local em geral associada a uma sedação.

Mas vale salientar, que ao contrário do que muita gente pensa, o anestésico local também é tóxico, se utilizado em grandes quantidades. Portanto, para lipoaspirações que envolvem grandes áreas, a anestesia local é descartada, por apresentar riscos aumentados quando comparada aos outros tipos de anestesia.

Anestesia peridural

A anestesia do tipo bloqueio peridural tem sido bastante aplicada pelos cirurgiões plásticos. Esse tipo de anestesia permite que o paciente fique consciente ou com sedação, sem nenhum tipo de sensibilidade em determinadas regiões que serão lipoaspiradas, geralmente da cintura para baixo.

Anestesia geral

É uma bela opção para alguns procedimentos de lipoaspiração, principalmente naqueles que envolvem regiões mais altas do corpo ou associações com outras cirurgias. As drogas hoje utilizadas para executar este tipo de anestesia são bastante seguras e oferecem bastante tranquilidade para a equipe cirúrgica e para o paciente.

De qualquer forma, seja qual for o tipo de anestesia escolhida, é muito importante a presença de um anestesista na sala de cirurgia que explique ao paciente as características da anestesia que avaliou ser a melhor e detalhe o procedimento, respondendo a todas as dúvidas.

Um Comentário

Deixe uma resposta