Rejuvenescimento facial

5 tratamentos para rejuvenescimento facial

Saiba-quais-sao-os-tratamentos-para-rejuvenescimento-facial-1.jpg

Com o passar dos anos, fatores como danos causados pelo sol, genética, movimentos repetitivos dos músculos e dietas contribuem para a formação de rugas e sulcos no rosto. Essas linhas causam um efeito de envelhecimento e retiram o frescor e a jovialidade da pele. Felizmente existem diversos tratamentos que proporcionam o rejuvenescimento facial – alguns são procedimentos cirúrgicos e outros não cirúrgicos,  agrupados na chamada Cosmiatria.  Neste artigo, apresentaremos 5 opções de tratamentos para rejuvenescimento facial, sendo dois deles cirúrgicos e os outros dois,  considerados minimamnete invasivos:  

1- LIFTING CÉRVICO FACIAL

Procedimento cirúrgico que rejuvenesce a face e o pescoço, deixando-o com uma aparência suave e jovial. O lifting facial pode ser feito em homens e mulheres de diferentes idades, e o resultado final é uma pele lisa, sem rugas e imperfeições, alcançado em um mês.

Na técnica, os tecidos subjacentes abaixo da pele são posicionados para dar volume às áreas deprimidas. De um modo geral, essa cirurgia facial remove o excesso de pele, levantando as sobrancelhas e as bochechas caídas, e dando definição à linha do maxilar. No pescoço, também pode ser retirado o excesso de gordura e pele, eliminando o efeito conhecido como “queixo duplo”.

Para a realização deste procedimento, é aplicada anestesia local e o paciente é sedado.  A pele do rosto é ajustada na tensão ideal, resultando em uma cicatrização discreta – em geral escondida no couro cabeludo.

Pós-operatório – LIFTING CÉRVICO FACIAL

É comum ocorrência de inchaço (edema) e roxidão (equimose), que desaparecem em torno de 15 dias após a cirurgia. A recuperação é indolor, ficando apenas um pouco sensibilizada a região do procedimento. Esta sensaçao, no entanto, desaparece em aproximadamente duas semanas. O paciente não pode ficar exposto ao sol nos primeiros trinta dias e, por três meses, deve usar bloqueador solar.

2- BLEFAROPLASTIA, ou PLÁSTICA DE PÁLPEBRAS 

Procedimento cirúrgico que revitaliza e renova a região das pálpebras com a diminuição da flacidez, dos excessos de pele e das bolsas que se formam ao redor dos olhos.  O resultado é a melhora do aspecto das pálpebras superiores e inferiores, tornando-as mais lisas e planas e restabelecendo um aspecto de um rosto mais descansado e alegre. A cirurgia também é indicada para quem tem ptose – queda da pálpebra por causas musculares – ou pseudoptose palpebral – queda da pálpebra em função do excesso de pele.

O procedimento ainda remove xantelasmas, aquelas manchas amarelas que podem se formar na região em pessoas que tem a propensão para isto.

blefaroplastia é realizada com anestesia local na companhia de sedação ou anestesia geral, e dura, em média, entre 40 minutos e uma hora e meia.

Pós-operatório  – BLEFAROPLASTIA

A cirurgia deixa uma cicatriz discreta, em geral imperceptível, que fica exatamente na dobra da pálpebra superior, a parte que fica escondida quando o olho está aberto, e embaixo dos cílios inferiores, no caso da pálpebra inferior. Em geral, os pacientes estão com uma aparência socialmente agradável depois de duas semanas, quando o inchaço aparente e alguma eventual mancha roxa já desapareceram. A blefaroplastia não corrige pés de galinha, manchas escuras sob os olhos ou sobrancelhas caídas e, nesses casos, pode-se associar a cirurgia a outros procedimentos, para a obtenção de melhores resultados. 

3 – BOTOX

Considerado um procedimento minimamente invasivo, o BOTOX, nome comercial usado para dar referência à Toxina Botulínica, produzida pela bactéria Clostridium botulinum, é um produto que suaviza linhas de expressão e rugas no rosto.

Entre as linhas que podem ser tratadas com esse procedimento estão as rugas da testa, a glabela (espaço entre as sobrancelhas), os sulcos ao redor dos lábios, os ‘pés de galinha’ (rugas na região dos olhos) e no dorso do nariz.

A aplicação do botox é feita em consultórios ou clínicas, possibilitando o retorno ao trabalho em seguida. Ele é aplicado de forma precisa e em pequenas quantidades sobre a área desejada.A dor é considerada mínima devido à pequena quantidade aplicada, mas, ainda assim, são usados cremes anestésicos para evitar qualquer desconforto. 

A região do rosto que recebe a aplicação pode ficar levemente vermelha e inchada, melhorando após alguns minutos. O resultado começa a ser percebido entre dois a cinco dias após a aplicação e torna-se mais evidente nas duas semanas seguintes. A partir de então, este resultado permanecerá  em torno de quatro a seis meses. A recomendação é de que haja um intervalo mínimo de três meses entre cada aplicação, na mesma região tratada.

4- PEELING QUÍMICO

É um procedimento realizado para rejuvenescer a aparência da pele, removendo as camadas mais superficiais. O objetivo é acelerar a renovação celular e obter uma pele melhor do que a anterior. Ele pode ser feito no rosto, pescoço e mãos, reduzindo-se, assim, o aparecimento de rugas faciais, cicatrizes, pigmentação irregular e manchas, além de tratar lesões pré-cancerígenas de pele.

O peeling químico pode ser superficial, quando atinge apenas as camadas mais externas da pele, médio ou profundo. Essa profundidade é determinada em função da patologia a ser tratada. Para cada caso será utilizado um tipo de substância, assim como serão definidos o número de sessões e o intervalo entre elas.

Os cinco tipos de peelings químicos mais usados são: ácido glicólico, ácido retinoico, ácido tricloroacético, ácido salicílico, ácidos lácticos ou ácidos carbólico (fenol). A associação de dois ou mais agentes também é possível.

Comumente, é um procedimento realizado no consultório, onde a pele é limpa com um agente que remove os excessos de óleo. Olhos e cabelos também são protegidos. As descamações são superficiais e discretas,  geralmente minimizadas pelo preparo prévio da pele.

É preciso cuidado para não remover a pele que começa a descamar pelo risco de provocar cicatrizes ou manchas, e é importante evitar exposição ao sol imediatamente após a realização do procedimento.

5-  PREENCHIMENTO FACIAL – FILLING FACIAL 

O preenchimento facial é uma técnica de rejuvenescimento do rosto que, de forma muito rápida, consegue melhorar um sulco e uma depressão no rosto ou lábio. Normalmente, o procedimento é usado para as rugas nas regiões onde a ação muscular não pode ser paralisada com o botox, como é o caso do sulco que vai do nariz até o canto da boca.

No entanto, a técnica de preenchimento também pode ser usada associada ao BOTOX, quando as rugas de expressão são muito antigas e já marcaram muito a pele. Com anestesia local ou tópica, o procedimento é efetuado em consultório. Ao ser injetada a substância sob a pele, ela ‘empurra’ a camada acima para fora, suavizando as rugas e os sulcos da região.

Várias substâncias podem ser usadas:  ácido hialurônico, poliamidas, radiesse, sculptra e colágeno. O ácido hialurônico é considerado um dos produtos mais modernos e seguros para o preenchimento de rugas por não ser definitivo e provocar baixo índice de alergias.

O procedimento é feito entre 20 e 40 minutos e, na região tratada, a pele poderá ficar um pouco avermelhada, voltando ao normal rapidamente. O resultado também é percebido praticamente de imediato.

A duração do resultado do procedimento depende do local preenchido e do material utilizado, podendo variar de um ano e meio a cinco anos.

Há estudos que mostram que aplicações sucessivas tendem a melhorar os efeitos dos locais preenchidos.Existem outras opções de tratamentos para rejuvenescimento da pele , cirúrgicos e não cirúrgicos, mas o importante é ter a oportunidade de conversar com um profissional especialista e avaliar qual seria a sua recomendação para o seu tipo de pele e demanda. 

Muitos deles podem ser aplicados isoladamente ou em conjunto, combinando técnicas de acordo com a necessidade da mulher. Profissionais dedicados e experientes poderão ajudá-la nesta definição. 

{{cta(‘698669e8-bf55-4199-9706-4946ab3bab70’)}}

Um Comentário

Deixe uma resposta